Serviço Social do Seconci-SP promove ações de cidadania

No dia 15 de maio é comemorado o Dia do Assistente Social. O Serviço Social é uma profissão regulamentada pela Lei 8.662/1993 e atualizada na Lei 12317/2010, regida por um Código de Ética.

Esta profissão se institucionaliza e se legitima na perspectiva do enfrentamento da chamada questão social, ou seja, das desigualdades sociais. A atuação da profissão está relacionada à busca da redução dessas desigualdades, à garantia de direitos e de dignidade da pessoa como cidadão. Por meio de seus profissionais qualificados, o Serviço Social busca a transformação social e a construção de uma sociedade mais inclusiva, justa e solidária.

Atuamos em diversas áreas como a saúde e com várias estratégias para a melhoria das condições de vida dos usuários e grupos em situação de vulnerabilidade, promovendo a inclusão social, além de intervir nas diversas formas de violência presentes na sociedade.

O trabalho do Serviço Social no Ambulatório do Seconci-SP é especialmente dirigido por atendimentos aos nossos usuários. Nessa perspectiva, temos uma ação mediadora e interventiva nos setores de atendimento assistencial, assegurando a utilização eficiente dos recursos da instituição e contribuindo para a promoção de saúde e cidadania dos trabalhadores da construção civil e seus familiares. Além disso, o atendimento requer também a utilização de recursos externos para garantir ao usuário acesso aos serviços do Sistema Público de Saúde (SUS) e aos serviços de saúde gratuitos de outras áreas, conforme a demanda apresentada.

Ressaltamos que o nosso trabalho vai além dos atendimentos internos, orientações e encaminhamentos. O Serviço Social desempenha um papel importante na construção civil, onde consolida ações socioeducativas para o processo de mudança, visando a promoção da autonomia da pessoa atendida através do seu protagonismo enquanto cidadão, fortalecendo-o com as ações para o seu desenvolvimento e pertencimento.

O acesso das pessoas ao Serviço Social do Ambulatório do Seconci-SP acontece de diversas formas, sendo irrestritos o território e a demanda. Assim, temos dentre as demandas mais identificadas a questão da dependência química entre os trabalhadores da construção civil. Os motivos desta busca por substâncias psicoativas variam, sendo desde fatores como a condição social, falta de acesso à informação, até pelas demandas físicas extenuantes da profissão. Além disso, a cultura do trabalho no setor muitas vezes é permeada por normas de masculinidade que desencorajam a expressão emocional e incentivam comportamentos de risco, incluindo o uso de substâncias para enfrentar problemas pessoais.

Nesse cenário é ofertado o apoio e tratamento em saúde mental e dependência química promovido pelos grupos sociais, com abordagem multiprofissional. O trabalho inclui também a sensibilização sobre os riscos do uso de substâncias, em visitas às obras. Palestras e ações educativas de prevenção de doenças também fazem parte das ações que visam promover o bem-estar do trabalhador da construção civil e de seus familiares.

Outro tópico importante referente ao acesso deste paciente é a busca por orientações previdenciárias. A Previdência Social é um direito garantido aos trabalhadores com vínculo empregatício e pode ser acionada em algumas situações, uma delas quando há incapacidade de exercer a sua função laboral.

A Continuidade de Cuidado e os atendimentos a diversas situações de vulnerabilidade social também são as demandas recorrentes ao nosso setor que necessitam de intervenções do profissional de Serviço Social.

Por fim, o Serviço Social apresenta conteúdos que desmistificam a ajuda, o termo “assistencialismo​”. Trabalhamos com políticas públicas na construção da autonomia e liberdade de decisão da pessoa atendida, reconhecendo a influência das relações sociais, econômicas, culturais, religiosas e todo o seu contexto familiar. Atuamos por meio de ações socioeducativas alinhadas à missão da nossa instituição, promovendo ações de saúde, educação e assistência social.

Algumas das nossas Atribuições no Seconci-SP

Acolher e identificar demanda apresentada pelo usuário realizando intervenções necessárias que garantam os seus direitos e o acesso no processo saúde – doença (terminologia que usamos para dizer o tudo que envolve de ação no processo de saúde e doença de uma pessoa, pensando em um contexto amplo de diversos fatores biológicos, econômicos, sociais e até culturais);

Prestar atendimento ao paciente/usuário de forma humanizada, observando aplicação de técnicas e conhecimentos no exercício da profissão, com ética e respeito, buscando ser resolutivo.

Prestar os atendimentos, seguindo padrões técnicos e sigilo das informações, de acordo com cada paciente seguindo a normas do código ético e projeto ético político da profissão.
Realizar ações de Continuidade de Cuidado do Paciente.

Potencializar a participação dos sujeitos sociais no processo de democratização das políticas sociais, de modo a ampliar os canais de participação da população na formulação, na fiscalização e na gestão das políticas de saúde;
Incentivar e participar junto com os demais profissionais de saúde da discussão do modelo assistencial e da elaboração de normas, rotinas e da oferta de atendimento, tendo por base os interesses e demandas da população usuária;
Planejar, executar e avaliar com a equipe de saúde ações que assegurem a saúde enquanto direito.

The post Serviço Social do Seconci-SP promove ações de cidadania appeared first on CBIC – Câmara Brasileira da Industria da Construção.