Conheça os cuidados de segurança com fôrmas e argamassadeiras

Os cuidados com a segurança em relação a fôrmas, escoramentos e argamassadeiras nas obras foram os destaques da segunda reunião virtual on line deste ano do Comitê Permanente Regional do Estado de São Paulo (CPR-SP) da Norma Regulamentadora (NR) 18 – Saúde e Segurança do Trabalho (SST) na Indústria da Construção, em 16 de abril.

Em sua apresentação, o engenheiro mecânico Ruan Santana, responsável técnico pelos projetos e produção dos equipamentos na Anvi Equipamentos, mostrou os cuidados na locação, uso e manutenção das argamassadeiras. Participou Andres Natenzon, diretor executivo da empresa, que mostrou as vantagens de se levar cimento, areia e cal para os andares de uma obra e processá-los em pequenos misturadores. Ele enfatizou a importância de as locadoras estarem em contato com os auditores fiscais, para atenderem às exigências de segurança.

Santana destacou a importância do atendimento às normas regulamentadoras e ao treinamento do pessoal para garantir a segurança no manuseio das argamassadeiras. A empresa treina e fornece certificados aos operadores de seus equipamentos, acompanhados de manuais sobre operação com segurança. A recomendação é afixar as instruções de segurança nos equipamentos.

O engenheiro listou os procedimentos e os dispositivos de segurança na operação, e as recomendações aos operadores sobre o que fazer em caso de falhas e situações de emergência. Lembrou que a limpeza é fundamental para o bom funcionamento do equipamento. Informou sobre a manutenção rigorosa e rápida dispensada pela empresa nos equipamentos que recebe dos clientes, e a manutenção preventiva realizada nas obras. Esta rapidez é estratégica para evitar que operadores tentem fazer consertos e gambiarras nas obras.

Fôrmas e escoramentos

As boas práticas na montagem e desmontagem dos sistemas de fôrmas e de escoramento na execução de estruturas de concreto para edificações foram apresentadas pelo engenheiro civil Jefferson Carlos da Silva, consultor de engenharia na Abrasfe (Associação Brasileira de Fôrmas, Escoramentos e Acesso).

O engenheiro é o responsável pela gestão dos comitês de engenharia e subcomitê BIM daquela entidade, e secretaria a Comissão de Estudos CB-002.124.25.001, para revisão da ABNT NBR 15696 – Fôrmas e escoramento para estruturas de concreto – Projetos, dimensionamento e procedimentos executivos, coordenada por Antonio Zorzi, membro do CTQ (Comitê de Tecnologia e Qualidade) do SindusCon-SP. Em breve, o texto será enviado à consulta pública.

Em sua apresentação, Silva listou as boas práticas a serem adotadas desde a elaboração dos projetos, para uma boa execução dos sistemas de fôrmas e escoramentos. Destacou as recomendações da ABNT NBR 15696, sobre a segurança, tais como: respeitar o projeto da locadora; cuidado com o apoio dos escoramentos no solo e nas lajes; verificar a necessidade de ajustes nas sapatas, longarinas e forcados; ter supervisão por profissional qualificado; evitar esforço horizontal no escoramento; aferir o aprumo da escora.

Ele ainda mostrou vários exemplos de boa montagem dos sistemas e soluções que evitem acidentes. Lembrou que na ABNT NBR 14931 há uma série de recomendações em relação à segurança dos sistemas mencionados e prevenção de incêndios. E mostrou os cuidados a serem tomados para uma desmontagem segura.

Demais participações

A reunião foi aberta pelos coordenadores do CPR-SP: José Bassili, gerente de Segurança Ocupacional do Seconci-SP (Serviço Social da Construção); Antonio Pereira, auditor Fiscal do Trabalho e coordenador do Projeto da Construção da Seção de Segurança e Saúde no Trabalho da Superintendência Regional do Trabalho (SRTb/SP) no Estado de São Paulo; e Sebastião Ferreira, secretário executivo do Sintesp (Sindicato dos Técnicos de Segurança do Trabalho no Estado de São Paulo).

Antonio Pereira chamou a atenção para a necessidade de as empresas seguirem as Normas Regulamentadoras e as instruções dos manuais fornecidos pelos fabricantes de equipamentos e sistemas. Ele ainda homenageou a memória do técnico de segurança Bruno Sandrini, destacando sua grande atuação em SST. Informou que em 7 de maio haverá a primeira reunião do CNTT (Comitê Nacional Técnico Tripartite), que tratará da revisão da NR 18, do anexo sobre escadas da NR 35, e da NR 38, que trata de limpeza urbana.

Haruo Ishikawa, vice-presidente de Relações Capital-Trabalho do SindusCon-SP e membro do Conselho Deliberativo do Seconci-SP (Serviço Social da Construção), destacou o avanço da elaboração das normas de segurança do trabalho nas obras, dentro da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). E mencionou o apoio dado pelo Seconci-SP em SST ao SindusCon-SP, à CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção) e ao Seconci Brasil.

Bassili destacou que o CPR se tornou nacional, com a participação on line de pessoas envolvidas com SST em todo o país. E lembrou que seguem abertas as inscrições para as empresas concorrerem ao 8º Prêmio Seconci-SP de Saúde e Segurança do Trabalho.

Antonio Ramalho, presidente do Sintracon-SP (Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias da Construção de São Paulo), manifestou a necessidade de se trabalhar pela valorização das profissões relacionadas à construção, questão que está sendo levada adiante no Fórum Permanente de Negociação com o SindusCon-SP, relatou.

Sebastião Ferreira, secretário executivo do Sintesp (Sindicato dos Técnicos de Segurança do Trabalho no Estado de São Paulo), convidou para evento que se realizará na praça Vladimir Herzog, em 28 de abril, às 11h, sobre as vítimas de acidentes de trabalho, dentro da campanha Abril Verde.

The post Conheça os cuidados de segurança com fôrmas e argamassadeiras appeared first on CBIC – Câmara Brasileira da Industria da Construção.