Uso de dados gerados pela Indústria da Construção acelera eficiência operacional

O setor de construção foi tido como um dos mais atrasados em adoção de tecnologias por muitos anos, mas hoje já é possível ver grandes avanços. A tecnologia tem sido aliada para transformar esse cenário, principalmente ao apoiar na identificação de oportunidades. Para promover esse debate, o Ecossistema Tecnológico da Softplan para a Indústria da Construção – formado por Sienge, Construmarket, CV CRM, Prevision, eCustos e GO Gestor Obras -, fará a palestra “A revolução dos dados: uma nova realidade para alcançar alta performance na Indústria da Construção”, no dia 3 de abril, às 11h. O conteúdo faz parte da programação da Arena de Conteúdo ENIC, que acontece na FEICON 2024 – maior feira do setor de construção e arquitetura da América Latina.

O foco é mostrar como a tecnologia pode – e deve – ser usada para promover a eficiência operacional na Indústria da Construção. “Todos os dias os canteiros de obras geram uma enorme quantidade de dados. Essas informações são praticamente impossíveis de serem analisadas manualmente, mas podem ser facilmente trabalhadas e visualizadas com soluções especialistas. É fundamental que os gestores da construção civil promovam uma mudança de mindset e reconheçam o ganho direto na eficiência operacional da cadeia que a tecnologia oferece”, explica Guilherme Quandt, Diretor de Estratégia da Softplan para a Indústria da Construção, que irá ministrar a palestra.

A construção traz inúmeros desafios, muitos vinculados à complexidade da cadeia. É comum vermos canteiros de obra pouco conectados ao escritório.  A integração de softwares de gestão permite que todos os atores envolvidos estejam conectados e que consigam trocar informações entre si. “O resultado é um ganho expressivo em governança, que gera previsibilidade ao setor, evitando desperdícios, auxiliando a manter os prazos e trazendo uma gestão mais assertiva”, destaca Quandt.

Novidades no setor

Pensando em solucionar essas e outras dores do mercado, o Ecossistema Tecnológico da Softplan para a Indústria da Construção irá apresentar novidades durante a FEICON 2024. A primeira delas é o Prevision Planejamento de Incorporação. Ele usa a metodologia ágil, com modelo kanban, para oferecer checklists de todos os processos necessários para iniciar uma nova obra. Assim, garante que os prazos sejam cumpridos e que o empreendimento inicie no momento previsto, sem atrasos.

Além disso, a empresa está somando as expertises de gestão do Sienge Plataforma e do eCustos para lançar o Sienge eCustos, uma solução personalizada para construtoras e incorporadoras que precisam simplificar e otimizar o processo de orçamentação. A proposta foi desenvolvida para oferecer previsibilidade em custos de obras, garantindo que o orçamento tenha maior assertividade, com margens estáveis que ficam na média de 5%.

A Inteligência Artificial também será destaque com as novidades do CV CRM. O CV Smart Doc foi desenvolvido para agilizar o processo de digitalização de documentos. Independentemente do formato do arquivo, a IA identifica os dados e exporta para o software, evitando erros de digitação e descartando a necessidade de fazer as ações manualmente. Além disso, o CV Magic será inserido na solução, permitindo buscas por informações através de comandos de voz, semelhante ao que é feito com assistentes pessoais, como Alexa e Siri, por exemplo.

Por fim, o ecossistema do Sienge Plataforma lança a integração direta com o Construpoint, permitindo um fluxo mais completo de acompanhamento de obras. O objetivo é levar a mobilidade aos canteiros, garantindo medições e verificações de itens em tempo real a partir do aplicativo no celular.

The post Uso de dados gerados pela Indústria da Construção acelera eficiência operacional appeared first on CBIC – Câmara Brasileira da Industria da Construção.