Seconci-SP é certificado pela Organização Nacional de Acreditação

A Unidade Central do Serviço Social da Construção do Estado de São Paulo (Seconci-SP) recebeu da Organização Nacional de Acreditação a certificação ONA Nível 1, Acreditado – que avalia a segurança do paciente e a qualidade da assistência prestada, considerando os recursos disponíveis e sua complexidade.

Com foco na segurança do paciente, a Unidade Central do Seconci-SP passou por uma avaliação detalhada feita por uma Instituição Acreditadora Credenciada (IAC), o Instituto Qualisa de Gestão, e uma equipe de avaliadores habilitada pela ONA, que buscou evidências de conformidade com os padrões do Manual Brasileiro de Acreditação nas diversas áreas, incluindo a gestão organizacional, a segurança na assistência e as áreas de apoio.

Segundo o superintendente Técnico da ONA, Péricles Cruz, a certificação de uma organização de saúde através da acreditação é um reconhecimento de que a instituição atende aos rigorosos padrões que a metodologia exige. Em mais de 20 anos de atuação, a ONA já certificou várias organizações de saúde.

“A acreditação da Unidade Central do Seconci-SP é válida por dois anos e será acompanhada por nossos avaliadores por meio de visitas periódicas de manutenção. O processo de acreditação é de caráter voluntário e educativo, não configurando uma fiscalização. No decorrer da avaliação, todas as áreas da instituição são visitadas e mais de 1,7 mil requisitos verificados antes da homologação da acreditação”, explica.

Maristela Honda, presidente do Seconci-SP, afirma que “a entidade está muito satisfeita com a acreditação recebida, o que nos motivou ainda mais em alcançar a acreditação no Nível 2 – Acreditado Pleno, e no Nível 3 – Excelência. E estamos orgulhosos por sermos a primeira entidade voltada à Medicina Ocupacional acreditada pela ONA. Nossos funcionários continuam trabalhando para desenvolver e implementar ações de melhoria contínua em toda a instituição, visando primordialmente a segurança do paciente”. O Seconci-SP atende os trabalhadores da indústria da construção na Unidade Central na capital paulista e em mais 12 Regionais no Estado de São Paulo.

Ganhos estratégicos

O superintendente Ambulatorial do Seconci-SP, dr, Giancarlo Brandão, destaca que o processo de acreditação trouxe inúmeros ganhos estratégicos para a entidade e a segurança de seus pacientes. “O principal foi o ganho de gestão na assistência ambulatorial que a ONA traz, com o aperfeiçoamento dos processos internos, dentro de uma visão que integra todos os setores da entidade”, diz.

“Iniciamos em 2023 com o diagnóstico da nossa estrutura e dos processos internos de atendimento. Realizamos as adequações necessárias, passamos por uma visita de simulação de acreditação do IQG, para identificar aprimoramentos, e em dezembro tivemos a visita de acreditação. Destes processos resultaram a melhoria do atendimento em Medicina Assistencial e Ocupacional, bem como indicadores para aferir continuamente o desempenho da gestão voltada à eficiência e à produtividade para assegurar a segurança e a satisfação do paciente”, relata dr. Brandão.

De acordo com o superintendente, o próximo passo será expandir os aperfeiçoamentos para as Regionais do Seconci-SP, com foco em uma gestão integral da saúde do paciente.

Processos revisitados

O gerente Médico Ambulatorial do Seconci-SP, dr. Alexandre de Castro Costa, explica que todo o processo de acreditação é realizado de acordo com quatro cadernos de orientação da ONA, auditagens nas diversas equipes internas e aperfeiçoamentos contínuos.

“Isto envolve, por exemplo, verificar se os processos de aquisição de materiais e capacitação de enfermeiros e médicos estão de acordo com o perfil epidemiológico – os riscos e doenças da população atendida”, exemplifica o dr. Costa.

Conforme o gerente, houve ganhos expressivos na aquisição e controle dos medicamentos. O setor de Farmácia agora checa e valida os remédios prescritos pelos médicos e dentistas; verifica se não há interação medicamentosa; orienta sobre seu uso correto até certificar-se de que o paciente compreendeu a prescrição; e controla os lotes e sua validade. Os profissionais podem tirar suas dúvidas por meio de um curso on line.

Melhorou a identificação do usuário, discriminando pacientes de acompanhantes, aperfeiçoando-se o fluxo interno e a segurança dentro da Unidade. Implementou-se uma pulseira específica para os pacientes submetidos a pequenos procedimentos e exames como endoscopia.

Reduziram-se ainda mais os riscos de quedas. Implementou-se um Código Amarelo para pronto atendimento de quem passar mal na Unidade, e um Código Azul para quem tiver parada cardiorrespiratória.

Outro avanço, segundo o dr. Castro, foi na tomada de providências diante do resultado de algum exame que mostre risco iminente para o paciente. A Gerência Médica é imediatamente acionada e o Serviço Social entra em contato com o paciente para marcar uma consulta ou encaminhá-lo a tratamento dentro ou fora da Unidade. No atendimento a este paciente, mede-se o tempo decorrido, buscando encurtá-lo.

Alguns procedimentos passaram a ser validados pelo Departamento Jurídico. Melhorou-se a coleta e o envio para os laboratórios dos exames realizados, cujos resultados agora podem ser obtidos remotamente.

Na área da Odontologia, instituíram-se melhoras no protocolo de ministração de antibiótico-profilaxia para tratamento oral.

As equipes internas foram treinadas sobre códigos de conduta e sobre procedimentos em caso de incêndio. Instituições parceiras, como laboratórios e fornecedores de materiais, foram visitados para a aferição de seus processos de segurança do paciente.

 (Com informações do Seconci-SP)

The post Seconci-SP é certificado pela Organização Nacional de Acreditação appeared first on CBIC – Câmara Brasileira da Industria da Construção.