PAC: “O setor da construção pode esperar muitos investimentos em 2024”, diz Bonfim

Uma das maiores expectativas do setor da construção para 2024 é o avanço do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), conforme apontado no 97º Encontro Nacional da Indústria da Construção (ENIC), promovido pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) no último dia 12/12, em Brasília, em painel que tratou sobre as medidas essenciais para o sucesso do PAC.

Em entrevista exclusiva ao CBIC Hoje, o vice-presidente de Governo da CAIXA, Marcelo Ângelo de Paula Bonfim, aborda a atuação da CAIXA como agente operador e financiador de projetos do programa e o que o setor da construção pode esperar para 2024.

Marcelo Bonfim deu um panorama de como está o programa e como a CBIC pode ajudar a CAIXA a deslanchar o novo PAC?

Confira abaixo a íntegra da conversa:

CBIC: Quanto a CAIXA, principal agente financeiro para o repasse de recursos da União a estados e municípios, já forneceu de crédito para projetos de infraestrutura neste ano? Quantos entes foram beneficiados?

Marcelo Bonfim: Este ano a CAIXA atingiu o maior valor em crédito ao setor público da sua história. Foram mais de R$ 15 bilhões em operações de crédito assinadas com 497 entes subnacionais, estados e municípios.

Além das operações de financiamento, a CAIXA já celebrou 2,7 mil contratos de repasse do Orçamento Geral da União com mais de R$ 5,2 bilhões em recursos que serão repassados para a execução de obras e serviços de engenharia nos municípios. Esse número pode aumentar substancialmente até o final do ano, tendo em vista a esteira de contratação de operações de repasse com milhares de operações em análise.

CBIC: No que se refere ao novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), como está a atuação da CAIXA como agente operador e financiador de projetos do programa, que tem investimento previsto de R$ 1,7 trilhão até 2026?

Marcelo Bonfim: A CAIXA atua para ser o principal parceiro do Governo Federal nas operações de repasse da União, além de atuar fortemente nas operações de crédito com recursos CAIXA, FINISA e FGTS.

No PAC podemos atuar no MCMV, como mandatária da União no repasse OGU, como instituição financeira (domicílio bancário) nas operações fundo a fundo, como agente financeiro das operações de crédito, como agente operador do FGTS e como estruturadora de concessões e PPPs, ou seja, a CAIXA atua em todas as frentes e em praticamente todos os eixos do novo PAC.

CBIC: Qual o cenário atual do programa e como a CBIC pode ajudar a CAIXA a deslanchar o novo PAC?

Marcelo Bonfim: Neste momento os ministérios estão analisando as milhares de propostas apresentadas por estados e municípios no PAC seleções. Acreditamos que em breve as propostas selecionadas serão anunciadas pelo Governo Federal.

Em paralelo, a CAIXA está revendo seus processos internos e normativos para operacionalização do PAC, bem como tem contribuído com as discussões junto ao Governo Federal para simplificação de regras para operacionalização com a manutenção da qualidade das entregas à população.

A CBIC terá importante papel no apoio e divulgação para toda indústria da construção civil, das oportunidades que surgirão e principalmente das regras e regulamentações do PAC, para que todos os envolvidos, CAIXA, prefeituras, Governo Federal e a Indústria da Construção, atuem de forma alinhada para o sucesso do programa com geração de empregos e renda, e entrega dos empreendimentos à população.

CBIC: Das obras previstas para investimento no programa, o que o setor da construção pode esperar de 2024 para aumentar a produtividade e entregar mais para a sociedade brasileira?

Marcelo Bonfim: O setor da construção pode esperar muitos investimentos em 2024. Serão bilhões de reais em obras e serviços tão importantes para a população.

A inovação tecnológica e a qualidade dos canteiros de obras serão um diferencial para o sucesso do PAC.

CBIC: Quais estados já conseguiram financiamento para o novo PAC?

Marcelo Bonfim: Na CAIXA, os financiamentos estão disponíveis para todos os estados e municípios. Atualmente mais de 1,6 mil municípios possuem contrato de financiamento ativo com a CAIXA, sendo que em 2023, cerca de 500 municípios foram beneficiados.

Hoje a CAIXA possui contratos de financiamento e repasses da União com todos os estados em com mais de 80% dos municípios do País.

O 97º Encontro Nacional da Indústria da Construção (ENIC) é realizado pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC); tem o apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e do Serviço Social da Indústria (Sesi); e o patrocínio da PlanRadar, Softplan, Mútua-Caixa de Assistência dos Profissionais do CREA, Multiplike, Associação Nacional de Correspondentes Caixa Aqui (ANCCA), do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea) e da Caixa Econômica Federal.

The post PAC: “O setor da construção pode esperar muitos investimentos em 2024”, diz Bonfim appeared first on CBIC – Câmara Brasileira da Industria da Construção.