Mercado financia pontapé inicial de obras de construtoras

Na dinâmica e desafiadora indústria da construção civil, onde a gestão de riscos é crucial, uma prática emergente tem ganhado destaque: o financiamento às construtoras logo no início das obras. Esta estratégia, antes vista com certo ceticismo, tem se revelado uma medida eficaz para mitigar os riscos associados à fase inicial dos empreendimentos, como mostrou a Coluna Painel S/A do jornal Folha de S. Paulo, destacando a estratégia da gestora Multiplike. 

Divergindo da abordagem convencional dos principais bancos, a gestora optou por expandir sua carteira imobiliária e fornecer financiamento às construtoras logo no início das obras, uma fase conhecida por ser a mais arriscada do empreendimento. Para essa iniciativa, a empresa alocou um montante de R$ 1 bilhão em crédito, com a possibilidade de ampliação conforme a demanda.

Atualmente, ao decidir erguer um edifício residencial, por exemplo, a incorporadora enfrenta um desafio significativo no financiamento inicial para concretizar o projeto. Geralmente, os grandes bancos condicionam a concessão de crédito à venda de uma parte substancial do empreendimento e ao efetivo início da construção.

Ao jornal Folha de S. Paulo, Volnei Eyng, CEO da Multiplike, explicou que isso gera um desafio inicial para as empresas. “Com a queda nos juros, decidimos entrar nesse novo segmento”, disse Eyng.Confira a íntegra clicando aqui ou acessando o jornal Folha de S. Paulo.

The post Mercado financia pontapé inicial de obras de construtoras appeared first on CBIC – Câmara Brasileira da Industria da Construção.