Calor intenso no país exige cuidados nos canteiros de obras

O Brasil enfrenta altas temperaturas atingindo 15 estados e o Distrito Federal. Esse aumento no termômetro não apenas impacta a saúde de toda a população, mas também representa um desafio adicional para aqueles que trabalham em setores mais expostos ao sol, como a construção civil. Neste cenário, a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) destaca precauções possíveis para preservar a saúde dos trabalhadores.

O presidente da CBIC, Renato Correia, ressalta sobre a exposição prolongada ao calor no setor. “O setor se orienta por norma regulamentadora que estabelece os níveis de tolerância para exposição ao calor. Existem controles caso ultrapasse certos limites de temperatura. Tem controle por meio de ventilação, isolamento térmico, pausas e monitoramento de saúde.”, alerta Correia.

Algumas medidas de prevenção possíveis:

Disponibilizar água fresca potável e incentivar sua ingestão.
Programar os trabalhos mais pesados preferencialmente nos períodos com condições térmicas mais amenas.
Fornecer vestimentas de trabalho adaptadas ao tipo de exposição e à natureza da atividade.
Adequar processos, rotinas ou operações de trabalho em caso de exposição elevada ao calor.
Alternar operações para reduzir a exposição ao calor.
Disponibilizar acesso a locais termicamente mais amenos para pausas espontâneas.
Adaptar locais e postos de trabalho em ambientes fechados, reduzindo a temperatura e ajustando o sistema de ventilação.

Para complementar essas medidas, o CBIC Hoje ouviu o Dr. Mauricio Carvalho Nieto, médico do trabalho e gerente médico Seconci-DF (Serviço Social da Indústria da Construção do Distrito Federal) que pontuou alguns cuidados para aliviar o calor e a baixa umidade nos canteiros de obra:

Proteção solar: Uso de protetor solar com atenção na reaplicação do mesmo ao longo do dia.
Vestimenta adequada: Utilizar roupas leves, de preferência de cores claras e equipamentos de proteção específicos para o calor.
Óculos escuros: Uso de óculos escuros ao trabalhar nas áreas abertas, além de protetores de nuca e pescoço reduzindo as áreas do corpo à radiação solar intensa.

Para Ricardo Michelon, vice-presidente de Política de Relações Trabalhistas (CPRT) da CBIC, a atenção aos cuidados com o calor excessivo reforça o foco das empresas da construção civil em promover um ambiente de trabalho cada vez mais saudável e produtivo.

“Nosso setor possui grandes oportunidades de crescimento e desenvolvimento profissional. A evolução de nosso ambiente é estratégica para nosso futuro”, destacou Michelon.

Diante do cenário de aumento de temperatura, a atenção às normas regulamentadoras e a implementação de medidas preventivas tornam-se importantes para preservar a saúde e o desempenho dos trabalhadores da construção civil durante esse período.

O tema tem interface com o projeto “Segurança e Saúde no Trabalho e Relações Trabalhistas na Indústria da Construção”, da Comissão de Política de Relações Trabalhistas (CPRT) da CBIC, com a correalização do Serviço Social da Indústria (Sesi).

The post Calor intenso no país exige cuidados nos canteiros de obras appeared first on CBIC – Câmara Brasileira da Industria da Construção.