Mercado Imobiliário do Amazonas apresenta crescimento sólido no terceiro trimestre

A Associação das Empresas do Mercado Imobiliário do Amazonas (Ademi-AM) divulgou os indicadores de desempenho do mercado de imóveis nesta quarta-feira (8) revelando um quadro animador para o setor. No terceiro trimestre de 2023, as vendas e lançamentos apontaram um crescimento significativo em comparação com o mesmo período do ano anterior.

No 3º trimestre de 2023, um total de 712 vendas foram de imóveis no padrão econômico, enquanto 649 foram de outros padrões verticais, 369 foram de unidades horizontais e 21 unidades comerciais, somando um Valor Geral de Vendas (VGV) de R$ 511 milhões.

Para o presidente da Ademi-AM, Henrique Medina, a expectativa para fechar o ano é chegar a R$ 2  bilhões.

“A expectativa é muito boa. Nós vendemos, até agora, quase R$1,5 bilhão, que é quase o que nós vendemos ao longo de todo o ano de 2022. Isso mostra a força da nossa região, mas mostra também que nós temos uma capacidade de crescimento muito grande. Somos o quinto maior PIB entre as capitais e apenas o 20º lugar em vendas.”

De acordo com os dados, 77,7% das vendas líquidas foram de unidades residenciais verticais, 21,1% foram unidades horizontais e 1,2% foram unidades comerciais, demonstrando a força do mercado de imóveis residenciais.

No acumulado dos primeiros nove meses de 2023, as vendas de imóveis novos atingiram a marca de quase  R$ 1,5 bilhão, representando um aumento significativo de 25 % em relação ao mesmo período do ano anterior, quando o mercado atingiu um montante de mais de R$ 1,2 bilhão. Esses números destacam o crescimento constante do setor imobiliário na região e indicam um cenário promissor para o futuro.

“Houve um aumento significativo nas vendas de produtos convencionais de até R$700 mil, fora do Minha Casa Minha Vida. Quanto ao programa, a expectativa que nós tínhamos em relação ao aumento de vendas de imóveis econômicos, a partir do terceiro trimestre, ainda não aconteceu. As novas condições e benefícios do programa só passaram a valer a partir de agosto. Mas já percebemos que a procura deve crescer nos próximos meses.” afirmou Medina.

Quanto aos lançamentos, o terceiro trimestre de 2023 testemunhou o lançamento de 6 empreendimentos residenciais verticais, totalizando 1.366 unidades, das quais 700 pertencem ao padrão econômico e 666 são de outros padrões. Além disso, foi lançado um empreendimento horizontal residencial, que ofereceu 176 unidades.

Comparativamente, em 2022, foram lançados 32 empreendimentos, enquanto nos primeiros nove meses de 2023, houve o lançamento de 18 empreendimentos, incluindo 13 residenciais verticais, 2 comerciais verticais e 3 horizontais.

Na cidade de Manaus, foi possível identificar 99 empreendimentos residenciais verticais, com uma oferta total de 30.823 unidades. Deste total, 7.065 unidades estão atualmente em comercialização, resultando em uma disponibilidade de 22,9%.

Além disso, a cidade abriga 14 empreendimentos horizontais, incluindo 6 de lotes em condomínio, com uma oferta inicial de 2.891 unidades e 570 unidades disponíveis. Adicionalmente, 8 empreendimentos oferecem casas em condomínio, com 1.211 unidades na oferta inicial e 390 unidades disponíveis.

Os bairros que se destacaram no terceiro trimestre de 2023, representando juntos 75,8% das unidades vendidas, foram Ponta Negra (com 371 vendas), Tarumã (368 vendas), Parque Mosaico (185 vendas), Lago Azul (169 vendas), Novo Aleixo (100 vendas) e Colônia Terra Nova (85 vendas).

O mercado imobiliário do Amazonas continua a demonstrar resiliência e crescimento, refletindo um cenário otimista para os investidores e compradores de imóveis na região.

The post Mercado Imobiliário do Amazonas apresenta crescimento sólido no terceiro trimestre appeared first on CBIC – Câmara Brasileira da Industria da Construção.