Construção Civil responde por 16% dos novos empregos criados no país

A construção civil registrou 28.359 novos postos de trabalho com carteira assinada em agosto deste ano em todo o país. Esse é o melhor resultado de empregos desde março de 2023 (32.631), o que garantiu o crescimento de 1,08% no número de trabalhadores formais no setor ao passar de 2,615 milhões em julho, para 2,643 milhões em agosto deste ano. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira pelo Ministério do Trabalho.

De acordo com a economista da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), Ieda Vasconcelos, há oito meses consecutivos a construção vem apresentando saldos positivos em seu mercado de trabalho, ou seja, as admissões foram superiores às demissões. Nos primeiros oito meses de 2023, o setor já gerou 222.925 novas vagas com carteira assinada.

“Apesar de responder por 6% do total de trabalhadores formais no país, a construção civil foi responsável, no acumulado de janeiro a agosto, por 16% das novas vagas criadas”, frisou Vasconcelos, destacando que isso significa que, do total de 1,388 milhão de novos empregos gerados nesse período, 222.925 foram na construção civil

Em 2023 o número de trabalhadores na construção civil já cresceu 9,21%, ao passar de 2,420 milhões em dezembro de 2022 para 2,643 milhões em agosto 2023.

Em agosto os três segmentos do setor apresentaram resultados positivos. A Construção de Edifícios foi responsável pela criação de 5.123 novas vagas; as obras de infraestrutura por 11.658, e os Serviços Especializados para a Construção geraram 11.578 novas vagas.

As obras de infraestrutura continuam ganhando destaque e aumentando o número de novas vagas no segmento.  Neste contexto, é importante considerar que, em períodos que antecedem eleições, esse é um movimento que geralmente é observado. Em 2024, o País terá eleições municipais.

The post Construção Civil responde por 16% dos novos empregos criados no país appeared first on CBIC – Câmara Brasileira da Industria da Construção.