Nova diretoria da ADEMI-DF toma posse nesta quarta

Foto – Nina Quintana

O enfrentamento do déficit habitacional do Distrito Federal exige maior atenção para a população de baixa renda, público que, muitas vezes, encontra dificuldade para adquirir a casa própria e aceita a moradia ilegal como única solução para ter acesso a um imóvel. O estímulo à expansão da habitação de interesse social é uma solução que atenderia não apenas a necessidade de oferecer mais imóveis para esse público como, principalmente, esvaziaria a indústria da ocupação ilegal, que continua crescendo no DF. Essa será uma das prioridades da gestão de Roberto Rubinger Botelho, que tomará posse como presidente da Associação de Empresas do Mercado Imobiliário do Distrito Federal (ADEMI DF) para o biênio 2023/2025, na quarta-feira (28.06), às 09h30 na sede da entidade.

Na ocasião, serão empossados todos os integrantes da nova diretoria, Conselho Fiscal e Consultivo da entidade – um evento festivo será realizado em data a ser anunciada. “É possível oferecer moradia à população de baixa renda dentro da legalidade, com toda a infraestrutura e dignidade. E nós continuaremos defendendo que o governo atue para aumentar as oportunidades”, diz o empresário.

Segundo ele, é necessário ampliar a oferta de lotes legalizados, com escritura e preços competitivos, para atrair o empreendedor e dar ao comprador a segurança de comprar um imóvel com qualidade construtiva e legalizado. “Nossas empresas estão preparadas para atuar nesse segmento com mais força e vamos avançar no diálogo com o GDF para que uma política de habitação de interesse social realmente aconteça”, adiantou.

O combate à ocupação ilegal é bandeira histórica da ADEMI DF, tema que se manteve prioritário nos últimos anos diante do avanço continuado da indústria de invasões. A entidade tem defendido junto ao Governo do Distrito Federal a execução de uma política de habitação de interesse social para contemplar a população de baixa renda. Na breve entrevista a seguir, Botelho sinaliza os assuntos estratégicos da futura gestão:

Qual a expectativa para a sua gestão na ADEMI DF?

Minha expectativa é muito positiva. Fui eleito com uma diretoria muito qualificada, formada por empresários e profissionais que já têm se dedicado muito ao setor e está disposto a continuar contribuindo. Temos muito a fazer e nosso mercado, apesar dos desafios e incertezas que marcam a economia brasileira, tem mantido desempenho positivo. Nossa proposta é atuar para que o mercado imobiliário continue crescendo cada vez mais, atendendo a um público cada vez maior no DF.

Quais os principais temas da agenda institucional dessa gestão?

Nós daremos continuidade a muitas iniciativas, dando sequência ao excelente trabalho da gestão anterior, e buscaremos construir avanços. Nossa prioridade, certamente, será o combate à ilegalidade, defendendo e apresentando sugestões técnicas de como estabelecer uma ocupação ordenada e legal no DF. A indústria de invasões é uma mazela da nossa história que precisa acabar. Também vamos atuar para estimular segurança jurídica, para que o empresário tenha melhores condições para realizar seus investimentos, em um ambiente com menos incerteza. A ADEMI DF também seguirá acompanhando e contribuindo com o aperfeiçoamento de leis e criação de mecanismos que induzam o desenvolvimento. Vamos continuar participando do debate em torno da modernização de leis como o PPCUB e do PDOT.

Na agenda nacional, que temas estarão no radar da entidade no próximo biênio?

A reforma tributária, sem dúvida. Ainda que avance a passos muito lentos no Congresso, é um assunto de interesse e com impacto sobre o nosso setor. A ADEMI DF continuará monitorando. Nossa expectativa é trabalhar para que não haja retrocessos e que mecanismos como o Regime Especial de Tributação, o RET, sejam mantidos.

O que o empresário do mercado imobiliário deve esperar da sua gestão?

Parceria e a defesa incansável da legalidade. A ADEMI DF manterá sua prestação de serviços ao associado e a defesa legítima da agenda do setor, trabalhando sempre focada nos temas que levam ao crescimento sustentado do mercado imobiliário. Então, nosso associado pode esperar uma diretoria engajada e atenta, cada vez mais focada nos interesses coletivos do setor. E o mercado como um todo deve encontrar na ADEMI DF o ente que defende a legalidade, um atributo importante para todos.

 

(Com informações da ADEMI-DF)

The post Nova diretoria da ADEMI-DF toma posse nesta quarta appeared first on CBIC – Câmara Brasileira da Industria da Construção.